Pular para o conteúdo principal

5 mudanças feitas por arquitetos que valorizam seu imóvel



Existem muitas maneiras de aprimorar o seu imóvel antes de vendê-lo ou alugá-lo. A reforma é a mais utilizada e o profissional mais recomendado para te ajudar nesta tarefa é arquiteto. É ele quem vai conseguir otimizar os ambientes, deixar a casa ou apartamento mais aconchegante e, principalmente, usar todo o seu conhecimento para valorizar o imóvel e garantir que você feche um bom negócio.

Além de aumentar o valor da venda ou locação, a reforma também agiliza o processo, já que imóveis com boa aparência, e aspecto de novo, transmitem mais aconchego e se tornam mais atraentes.

Confira 5 maneiras de valorizar o seu imóvel com a ajuda de um arquiteto

Projeto de iluminação

O planejamento da iluminação de ambientes utiliza a luz natural e a artificial para iluminá-los de acordo com sua necessidade. Para isso, existem diversas tecnologias que permitem uma iluminação correta do ambiente, com base em estudos de luz e de cor que compõem a luminotécnica. Neste projeto, o arquiteto analisa a quantidade de luz necessária para cada cômodo e avalia a luminosidade ideal para o conforto visual.
Assim, ele consegue saber como aproveitar melhor a iluminação natural e até o tipo de lâmpada que será melhor para cada local do imóvel. Ele também leva em conta recursos para economizar energia e o tipo de atividade que será realizada em cada parte da casa, como na cozinha, no banheiro ou na varanda.

Espaços bem aproveitados

Outra vantagem em contratar um arquiteto é que ele será capaz de aproveitar o espaço disponível da melhor forma possível. Isso é muito útil quando pensamos em apartamentos compactos, por exemplo. Um bom profissional terá sugestões para aproveitar até os menores espaços com móveis planejados e funcionais. Essa é uma das especialidades de um arquiteto: explorar soluções inteligentes para os ambientes mais desafiadores.

Escolha de materiais

É muito importante estar atento ao custo-benefício na hora deste tipo de reforma, focada na valorização do bem. Com o auxílio do arquiteto você vai conseguir alinhar qualidade a durabilidade na hora de escolher os materiais utilizados na obra e no acabamento, sejam eles pisos, revestimentos, tinta, armários e até os acessórios de metal para os banheiros. Neste momento é fundamental saber escolher itens que serão funcionais e decorativos, como o uso de revestimento de parede em locais com mais possibilidade de mofo ou infiltração.
Ele também vai garantir que os itens escolhidos não sejam apenas os que estiverem em alta no período da obra. Assim, o comprador entenderá que os elementos que compõe os ambientes são duradouros e podem significar economia a longo prazo.   

Integrar ambientes

Derrubar paredes ou ampliar a varanda para unir ambientes e deixar o espaço mais fluído e livre é uma tendência que se mantém no mercado imobiliário. O principal motivo de integrar ambientes, além da praticidade, é a sensação de amplitude que o conceito traz aos projetos arquitetônicos e de interiores.

Inúmeras são as possibilidades: cozinha e sala, cozinha e lavanderia, sala e quarto, cozinha ou sala e área externa, quarto e closet, quarto e banheiro, tudo depende da planta do imóvel e da intenção do proprietário.

Atenção à cozinha e ao banheiro

Estes são dois ambientes cruciais, que podem influenciar bastante na decisão do comprador. Portanto, é recomendado que os itens destes locais estejam novos e sejam atemporais, mesmo que modernos. Cores neutras e design minimalista são indicados. Nestes locais, utilize revestimentos resistentes e fáceis de limpar.

Importante

Se o imóvel a ser reformado estiver em um condomínio, você precisará apresentar ao síndico um plano de reforma e uma Anotação de Responsabilidade Técnica, conhecida por ART ou o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT).

O documento deve estar assinado pelo engenheiro ou arquiteto responsável pela obra que, inclusive, acompanhará a obra desde o projeto até seu desenvolvimento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MJ Imóveis 34 anos: legado, credibilidade e inovação no mercado imobiliário

Tempo de leitura: 3,5 minutos Transformar sonhos em realidade, desde 1986 este é o principal objetivo da MJ Imóveis, colaborar para que os clientes encontrem o lar que procuram.  Atuando há 34 anos em Moema a imobiliária, um negócio familiar, já realizou o sonho de milhares de pessoas. Por meio de muito trabalho, conhecimento e constante evolução, a empresa consolidou sua marca no bairro e atualmente é reconhecida pela habilidade em conciliar um atendimento personalizado ao know-how estratégico do mercado imobiliário, seja na compra e venda, locação ou administração de imóveis. Ao longo desses anos, além de se consolidar no setor, a imobiliária conseguiu criar uma relação de solidez e confiança com seus clientes – muitos deles parceiros desde o início do negócio.  Para a sócia-fundadora Maria José Malandrino o principal diferencial da MJ Imóveis é o relacionamento com o cliente. “Sempre prezamos pelas necessidades que nos trazem e auxiliamos no que for necessário. Queremos que a experi

6 atributos que fazem de Moema o bairro ideal

Tempo de leitura: 2,5 minutos Restaurantes renomados, diversidade de estabelecimentos comerciais, lazer e qualidade de vida. Parece difícil imaginar que tudo isso seja característica de um mesmo bairro em São Paulo, mas Moema é versátil e consegue oferecer aos moradores e visitantes diversas opções com a sofisticação de um bairro nobre e o bem estar de cidade do interior. - Localização Situado no centro-sul de São Paulo, o bairro nobre tem localização privilegiada e fácil acesso, seja de carro, ônibus, metrô ou bicicleta. A linha 5 Lilás do Metrô, faz conexão com com outras linhas: 1 Azul e 2 Verde. A Avenida Ibirapuera conta com um amplo corredor de ônibus que, atende as mais diversas áreas da cidade.  - Lazer e cultura Um dos primeiros bairros planejados da cidade e com planejamento urbano bem estruturado, Moema tem as ruas arborizadas e uma ampla área verde. Está ao lado do Parque do Ibirapuera, um dos principais da cidade, que conta com a Bienal, a Oca, o Museu de Arte Moderna (MAM

Reajuste do aluguel: como funciona e qual a interferência do IGP-M?

  Pixabay Tempo de leitura: 2,5 minutos Quem já está habituado a alugar imóvel sabe que anualmente ocorre o reajuste no valor do aluguel.  Conforme a Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91), é permitido reajustar o valor do aluguel uma vez por ano, tanto para imóveis residenciais, quanto para comerciais. Esta atualização do valor acontece como um meio de evitar a desvalorização do imóvel e para prevenir que o proprietário tenha prejuízo com ganhos defasados em relação ao mercado e inflação. Por outro lado, deixar que o processo aconteça individualmente (pela vontade de cada locador) aumentaria a probabilidade de cobranças abusivas, por isso a definição de um índice como parâmetro é tão importante. Portanto, é fundamental que todas as especificações sobre o reajuste estejam no contrato de locação. Este tema torna a busca por uma imobiliária séria, que saiba te orientar corretamente e que tenha conhecimento sobre todas as informações a respeito deste assunto ainda mais importante. Como funcion