Pular para o conteúdo principal

05 vantagens que só quem mora em Moema tem


Com jeito de bairro residencial e clima acolhedor, não dá pra negar que Moema é muito charmoso. Os bons bares e restaurantes, as ruas planas e bem arborizadas, a diversidade dos comércios... São atrativos irresistíveis da região.

Não é difícil encontrar adjetivos que justifiquem o motivo de Moema sempre estar no topo das listas que elegem os melhores bairros de São Paulo. 

Da localização à oferta de serviços, tudo por aqui atrai quem busca qualidade de vida.

Muitas opções de comércios e serviços

Moradores e visitantes têm uma grande diversidade de lojas de rua e estabelecimentos de serviços de todos os tipos (escolas, farmácias, clínicas, padarias, mercados, entre outros). No lado “pássaros”, você encontra lojas de grifes e grandes marcas: Lacoste, Loccitane, Animale, Canal e outlets. Neste lado do bairro também está a famosa “Rua Normandia”, que além de super charmosa com seu pequeno centro de comércios com lojas e restaurantes. 

O grande destaque fica para o Shopping Ibirapuera, considerado um dos símbolos comerciais de São Paulo por ter sido o 2º a ser construído na cidade. Lá, você encontra uma grande variedade de marcas e uma generosa praça de alimentação. Você pode levar o seu pet e lá também tem espaço para brincadeiras com as crianças.

Segurança 

Localizado entre o centro e o sul da capital, outro diferencial do bairro é que na região há duas delegacias da polícia militar, o que colabora com a segurança e com a agilidade no atendimento às ocorrências. 

Anualmente Moema está nas listas dos lugares mais seguros para morar em São Paulo. Na era digital, a união dos moradores em grupos de WhatsApp e Facebook também colabora para alertar sobre situações perigosas. Também podemos acrescentar neste item que Moema não é um bairro de passagem, normalmente, quem circula mora ou trabalha na região. 

Mobilidade

Moema é um bairro com fáceis e diversos acessos. Seja de carro, ônibus, metrô, bicicleta ou patinete.

A linha 5 Lilás do Metrô, faz conexão com outras linhas: 1 Azul (do Jabaquara ao Tucuruvi) e 2 Verde (da Vila Madalena à Vila Prudente). A Avenida Ibirapuera conta com um amplo corredor de ônibus que, atende as mais diversas áreas da cidade.  

Outra grande vantagem é a malha cicloviária que conta com ciclovias e ciclofaixas, de aproximadamente 15 km de extensão. A principal dela liga o bairro ao Itaim Bibi e ao Parque Villa Lobos. 

Por ser uma região plana, as pessoas são privilegiadas ao transitar de bicicleta, de patinete elétrico ou até mesmo a pé. Este é outro grande diferencial: você consegue se deslocar a pé com muita facilidade. Não apenas porque as ruas são planas, mas também porque os quarteirões são, na grande maioria, blocos quadrados. É fácil não se perder e conseguir planejar caminhos alternativos.

Lazer e cultura

Um dos primeiros bairros planejados da cidade e com planejamento urbano bem estruturado, Moema tem as ruas arborizadas e uma ampla área verde. Quem mora aqui pode dizer que tem o Parque Ibirapuera, um dos principais da cidade, como quintal. Já que ele está próximo da maioria dos moradores.

Nele estão localizados a Bienal, a Oca, o Museu de Arte Moderna (MAM), o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Pavilhão das Culturas Brasileiras e o Museu AfroBrasil. Neste período de pandemia, boa parte destes museus está com tours virtuais disponíveis. Aproveite!  

Gastronomia 

É fácil encontrar no bairro restaurantes com referências da gastronomia mundial, tem opções para todos os gostos, estabelecimentos tradicionais e premiados. Entre eles: Applebees, Outback, Ayoama. Hamburguerias clássicas como Chico Hambúrguer e a Lanchonete da Cidade e ótimas gelaterias, como Davvero, Bacio di Latte e Stuppendo.

Os bares também são outro atrativo da região, que tem vida noturna intensa e muitas alternativas. De jazz e drinks a cervejaria alemã. Em Moema até o delivery é mais eficiente, já que o entregador consegue rapidamente chegar ao local da entrega. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Locador e locatário acertando as contas com o leão

O Imposto de Renda sobre aluguel é um tema que costuma gerar dúvidas e até erros na hora da declaração. É preciso ter muita atenção, pois a informação errada ou faltante pode causar sérios problemas, levando o contribuinte a cair na malha fina. Os aluguéis devem ser obrigatoriamente informados na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) de ajuste anual com base no valor dos aluguéis recebidos, que são refletidos nos informes de rendimentos fornecidos pela imobiliária no contrato de locação. O locador que  recebeu aluguel mensal no limite da isenção do Imposto de Renda também deve declarar. Isso é necessário porque esses valores serão contabilizados na renda total para calcular o valor de uma possível restituição. O pagamento do tributo é de responsabilidade do locador, quando o locatário for pessoa física. É importante que você esteja atento. Já que este ano a regra do Imposto de Renda estabelece que apenas o valor líquido do aluguel será tributado. Despesas como IPTU (Impo

6 atributos que fazem de Moema o bairro ideal

Tempo de leitura: 2,5 minutos Restaurantes renomados, diversidade de estabelecimentos comerciais, lazer e qualidade de vida. Parece difícil imaginar que tudo isso seja característica de um mesmo bairro em São Paulo, mas Moema é versátil e consegue oferecer aos moradores e visitantes diversas opções com a sofisticação de um bairro nobre e o bem estar de cidade do interior. - Localização Situado no centro-sul de São Paulo, o bairro nobre tem localização privilegiada e fácil acesso, seja de carro, ônibus, metrô ou bicicleta. A linha 5 Lilás do Metrô, faz conexão com com outras linhas: 1 Azul e 2 Verde. A Avenida Ibirapuera conta com um amplo corredor de ônibus que, atende as mais diversas áreas da cidade.  - Lazer e cultura Um dos primeiros bairros planejados da cidade e com planejamento urbano bem estruturado, Moema tem as ruas arborizadas e uma ampla área verde. Está ao lado do Parque do Ibirapuera, um dos principais da cidade, que conta com a Bienal, a Oca, o Museu de Arte Moderna (MAM

Reajuste do aluguel: como funciona e qual a interferência do IGP-M?

  Pixabay Tempo de leitura: 2,5 minutos Quem já está habituado a alugar imóvel sabe que anualmente ocorre o reajuste no valor do aluguel.  Conforme a Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91), é permitido reajustar o valor do aluguel uma vez por ano, tanto para imóveis residenciais, quanto para comerciais. Esta atualização do valor acontece como um meio de evitar a desvalorização do imóvel e para prevenir que o proprietário tenha prejuízo com ganhos defasados em relação ao mercado e inflação. Por outro lado, deixar que o processo aconteça individualmente (pela vontade de cada locador) aumentaria a probabilidade de cobranças abusivas, por isso a definição de um índice como parâmetro é tão importante. Portanto, é fundamental que todas as especificações sobre o reajuste estejam no contrato de locação. Este tema torna a busca por uma imobiliária séria, que saiba te orientar corretamente e que tenha conhecimento sobre todas as informações a respeito deste assunto ainda mais importante. Como funcion