Pular para o conteúdo principal

Boas energias na pandemia: o feng shui pode te ajudar

Fonte: Senior dec

Depois de muitos meses de isolamento, e em alguns casos lockdown, muitas pessoas estão voltando à rotina de trabalho. Mas diversas outras ainda continuarão trabalhando no sistema home office sem data para retornar às atividades. Após tanto tempo em casa é natural querer fazer mudanças, planejar uma reforma e procurar alternativas para o lar ficar mais harmonioso. Uma delas é o feng shui, antiga técnica chinesa que tem o objetivo de melhorar a energia vital dos seres e ambientes, identificar os fluxos de energia estagnados ou acelerados do imóvel e aplicar técnicas de cura que fortalecerão a vivacidade e trazer benefícios aos moradores.
Estas mudanças têm como principal intuito atrair positividade e deixar o seu dia a dia mais leve, já que ficar em casa o dia todo pode significar mais bagunça. É importante parar para refletir quais alterações são necessárias não só no comportamento, mas dentro de casa, e contribuir para um lugar mais harmonioso e produtivo.
Desta forma, é válido saber que no feng shui cada ambiente emite vibrações que podem ser benéficas ou desfavoráveis às pessoas que usam ou frequentam esses espaços.  Ou seja, há uma ligação direta entre a arrumação e as sensações de calma, conforto e, até mesmo, de felicidade.  
Pequenas mudanças dentro de casa podem promover um impacto significativo na rotina de seus moradores, diminuindo consideravelmente os níveis de estresse. Reservar alguns minutos do dia para pequenas tarefas como:  arrumar a cama, lavar a louça da pia e organizar o espaço de trabalho é fundamental para garantir um dia agradável.

Veja algumas sugestões:

- Dormitórios
Nestes espaços, que são íntimos, o indicado pelo feng shui é evitar os eletrônicos, pois é o lugar do amor e do descanso. A cama arrumada logo cedo garante a organização necessária para encarar o dia e luminárias com luz quente (amarelas) trazem ao ambiente sensação de relaxamento e conforto.

- Cozinha
Manter o fogão limpo e com todas as bocas funcionando bem representa prosperidade na vida e naquele espaço.

- Móveis
Os móveis - principalmente camas, sofás e mesas de escritório - devem ser posicionados de frente para a porta principal e devem estar encostados em paredes sem janelas, para garantir uma visão ampla do cômodo.

- Plantas fazem toda a diferença
Plantas são grandes aliadas, pois purificam o ar e renovam as energias. Existe uma crença chinesa que diz que devemos aproximar seres humanos da natureza. Logo, nada melhor do que ter árvores, flores e plantas dentro de casa. e trazer a sensação de bem-estar e segurança.

Ficar trancafiado em casa pode ser difícil e cansativo. Mas é bom lembrar que o lar pode refletir o estado de espírito de quem habita nele e, principalmente, lembrar que a pandemia vai passar e até lá você vai aprendendo a cuidar melhor da sua casa e de você mesmo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OS IMPACTOS DA PANDEMIA NO MERCADO IMOBILIÁRIO

Bem-vindo! Pensando em você, criamos este blog para que você possa acompanhar o mercado imobiliário nestes tempos de pandemia.
Entendemos que somos detentores de informações importantes e que precisamos compartilhá-las com você.
O primeiro conteúdo é um panorama geral sobre OS IMPACTOS DA PANDEMIA NO MERCADO IMOBILIÁRIO. Aproveite a leitura!

Começaremos esta semana falando um pouco do cenário econômico X imobiliário antes e no início da pandemia. O setor de venda e locação de imóveis vinha desde 2019 em uma curva crescentejuntamente com a ascensão da economia brasileira. A liquidez das transações imobiliárias (quantidade de transações), assim como os preços de mercado subiam exponencialmente como há muito tempo não víamos. As pesquisas mostram que o mercado sofreu forte queda no mesmo momento em que a crise foi anunciada. Há uma diferença no impacto causado nos imóveis comerciais e residenciais. Imóveis comerciais estão sofrendo diretamente pela queda de volume de vendas por causa d…

A INFLUÊNCIA DO CORONA VÍRUS NO MERCADO IMOBILIÁRIO, 2ª ONDA

Com base em pesquisas do setor imobiliário, em informações do DataZap, elaboramos um post com informações fresquinhas. É uma 2ª onda que está trazendo respostas sobre o que o Corona Vírus mudou nas finanças pessoais, nas expectativas de gastos com moradia e nas novas demandas para os profissionais do mercado.
É fundamental compartilhar com vocês que o cenário já melhorou desde o início da crise em nosso setor. O público aderiu e gostou das novas práticas tecnológicas, o que permitiu a retomada do fechamento de negócios.
Em uma pesquisa feita pelo DataZap, 75% do público-alvo era da região Sudeste e dentre eles, 91% residentes da Capital, maioria mulheres entre 25 e 36 anos que demonstram alto interesse na locação de imóveis (53%), superando a iniciativa de compra (31%). O índice se mostra alto para ambos os casos, indicando boa taxa de segurança dos consumidores e uma inclinação a fecharem negócios.
Um ponto importante a ressaltar é que 72% dos respondentes que demonstram interesse n…

QUEM SERÁ O POSSÍVEL CONSUMIDOR PÓS-CRISE?

Antes de traçar o novo perfil do consumidor 2020 pós-crise, vamos fazer um panorama do consumidor 2020 pré-crise. Todos os caminhos guiavam as gerações Y e Z para a praticidade e mobilidade. A evolução de serviços de recorrência (clubes por assinatura) como Spotfy e Netflix foi rápida. Avanços tecnológicos mudaram os hábitos de consumo e com isso os serviços pagos por mensalidade se tornaram mais frequentes, gerando a economia da recorrência. Os serviços de recorrência mudaram a forma com que as pessoas se relacionam com as compras. Quer dizer que: você não precisa mais adquirir um produto, apenas paga para ter acesso recorrente, por tempo determinado. É fácil relacionar este tipo de serviço ao aluguel de imóveis. Pensando ainda no consumidor 2020 pré-crise, a opção de locação de imóveis ao invés da compra, se tornou a escolha perfeita. Estamos falando de um consumidor que quer agilidade nos processos e negociações, conforme contamos no primeiro post do Blog (Os Impactos Da Pandemia…