Pular para o conteúdo principal

UMA ANÁLISE DO MERCADO IMOBILIÁRIO NO MACRO E NACIONAL. COMO AFETA VOCÊ QUE ACOMPANHA O SETOR E INVESTE?





O setor imobiliário é extremamente estratégico para a economia e para a recuperação de uma crise no país. Estamos falando de uma área geradora de empregos e que reflete totalmente espalhada pelo território nacional. Partes com mais ou menos impacto mas que os efeitos bons e ruins são sentidos em todas as áreas. Isso faz com que os recursos arrecadados para todo o setor imobiliário atinjam todo o país, irrigando a economia brasileira. Essa dupla característica coloca o setor no centro de atenção dos Governos e distribui bem os riscos deste mercado.

Temos usado nas últimas reflexões, comparações e resultados das últimas crises que vivemos no Brasil, como a crise de 2009. O que podemos concluir de forma diferente diante desta crise passada e da que vivemos hoje? Ora, a crise de 2009 se originou dentro do setor imobiliário. A pandemia que vivemos hoje veio de longe, o que não minimiza os efeitos dela, porém temos como driblar algumas dificuldades e nos prepararmos de uma forma mais objetiva para reagir aos aspectos macro.

As associações estratégicas do setor como SECOVI, podem auxiliar o Governo na implementação de medidas, assim como a Caixa Econômica Federal. Com bases em pesquisas realizadas pelo Data Zap com foco na história das crises, foram verificados bons resultados com a articulação destes agentes estratégicos.

Ainda é cedo para concluir qualquer resultado que a crise irá gerar mas temos que nos ater a resultados anteriores. Tudo irá depender das atitudes tomadas pelo Governo brasileiro dia a dia. Conter a pandemia no tempo adequado é importante para não prolongar a crise.  Podemos ter uma curva em formato “V” querendo se aproximar de um formato “U”. Sabemos que haverá a queda pois já estamos vivendo nela e a expectativa é que a curva de crescimento pós-crise seja recuperada e até superada, porém o tempo que permaneceremos na parte baixa da curva define se os impactos pós-crise serão maiores ou menores.

Segundo o Data Zap, a retração do PIB pode ir de -0,5 a -8%. Diante do cenário que vivemos hoje, o mais perto que se pode prever é uma taxa de -3% a -5% do PIB, onde ficaremos com a realidade mais próxima à crise de 2015.

O cenário do setor imobiliário é impactante para a economia e este fator dá forças para este mercado que poderá ser o primeiro a se recuperar em uma visão macro.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MJ Imóveis 34 anos: legado, credibilidade e inovação no mercado imobiliário

Tempo de leitura: 3,5 minutos Transformar sonhos em realidade, desde 1986 este é o principal objetivo da MJ Imóveis, colaborar para que os clientes encontrem o lar que procuram.  Atuando há 34 anos em Moema a imobiliária, um negócio familiar, já realizou o sonho de milhares de pessoas. Por meio de muito trabalho, conhecimento e constante evolução, a empresa consolidou sua marca no bairro e atualmente é reconhecida pela habilidade em conciliar um atendimento personalizado ao know-how estratégico do mercado imobiliário, seja na compra e venda, locação ou administração de imóveis. Ao longo desses anos, além de se consolidar no setor, a imobiliária conseguiu criar uma relação de solidez e confiança com seus clientes – muitos deles parceiros desde o início do negócio.  Para a sócia-fundadora Maria José Malandrino o principal diferencial da MJ Imóveis é o relacionamento com o cliente. “Sempre prezamos pelas necessidades que nos trazem e auxiliamos no que for necessário. Queremos que a experi

6 atributos que fazem de Moema o bairro ideal

Tempo de leitura: 2,5 minutos Restaurantes renomados, diversidade de estabelecimentos comerciais, lazer e qualidade de vida. Parece difícil imaginar que tudo isso seja característica de um mesmo bairro em São Paulo, mas Moema é versátil e consegue oferecer aos moradores e visitantes diversas opções com a sofisticação de um bairro nobre e o bem estar de cidade do interior. - Localização Situado no centro-sul de São Paulo, o bairro nobre tem localização privilegiada e fácil acesso, seja de carro, ônibus, metrô ou bicicleta. A linha 5 Lilás do Metrô, faz conexão com com outras linhas: 1 Azul e 2 Verde. A Avenida Ibirapuera conta com um amplo corredor de ônibus que, atende as mais diversas áreas da cidade.  - Lazer e cultura Um dos primeiros bairros planejados da cidade e com planejamento urbano bem estruturado, Moema tem as ruas arborizadas e uma ampla área verde. Está ao lado do Parque do Ibirapuera, um dos principais da cidade, que conta com a Bienal, a Oca, o Museu de Arte Moderna (MAM

Reajuste do aluguel: como funciona e qual a interferência do IGP-M?

  Pixabay Tempo de leitura: 2,5 minutos Quem já está habituado a alugar imóvel sabe que anualmente ocorre o reajuste no valor do aluguel.  Conforme a Lei do Inquilinato (Lei 8.245/91), é permitido reajustar o valor do aluguel uma vez por ano, tanto para imóveis residenciais, quanto para comerciais. Esta atualização do valor acontece como um meio de evitar a desvalorização do imóvel e para prevenir que o proprietário tenha prejuízo com ganhos defasados em relação ao mercado e inflação. Por outro lado, deixar que o processo aconteça individualmente (pela vontade de cada locador) aumentaria a probabilidade de cobranças abusivas, por isso a definição de um índice como parâmetro é tão importante. Portanto, é fundamental que todas as especificações sobre o reajuste estejam no contrato de locação. Este tema torna a busca por uma imobiliária séria, que saiba te orientar corretamente e que tenha conhecimento sobre todas as informações a respeito deste assunto ainda mais importante. Como funcion